Principais conceitos

Freud – precursor da psicanálise. Se baseia em duas abordagens principais:

  • a interpretação e a transferência
  • tarefa terapêutica –“análise da resistência”
  • psicanálise trabalha as resistências através da associação livre de idéias
  • problema – lida com sensações e sentimentos corporais nos níveis verbal e mental

 

1920 – Ferenczi começou a dar atenção à atividade muscular e expressão corporal percebendo que o relaxamento da musculatura poderia vencer as inibições psíquicas e resistências à associação. Foi o início da relação entre corpo-mente como uma unidade. No entanto, Ferenczi não conseguiu elaborar conclusões teóricas a respeito das funções psíquicas e somáticas como um sistema unitário cabendo esta tarefa ao seu aluno Willhelm Reich. Foi Reich quem elaborou o conceito de que o caráter e atividade muscular são funcionalmente idênticos, isto é, servem à mesma função energética. Desta forma, Reich conseguiu ligar a unidade corpo-mente e elaborou conclusões teóricas a partir das suas observações.

Reich postulou que o caráter de um indivíduo manifesta seu padrão de comportamento a nível somático pela forma e movimentos do corpo. A soma total de tensões musculares vista através da movimentação e ação constituem a expressão corporal e esta por sua vez é a perspectiva somática da expressão emocional.

Psicanálise: orientada para o verbal e o insight.

Reich: incluiu no processo terapêutico a observação do corpo e a linguagem corporal.

Introduziu o uso da respiração no processo terapêutico, pois percebeu que os pacientes prendiam a respiração para conter a ansiedade e outras sensações. O aprofundamento da respiração mobiliza o organismo como um todo, incluindo as emoções.  A partir daí, Reich começou a estudar mais profundamente a fisiologia da respiração, circulação e fluxos das secreções das glândulas concluindo que onde houvesse padrões crônicos de distúrbios respiratórios, também haveria distúrbios nos ritmos internos do corpo. Através da observação das tensões corporais verificou que as emoções estavam inseridas nos músculos e vísceras e que um trabalho só verbal não era o suficiente para o indivíduo se livrar das dificuldades que apresentava.

O objetivo do trabalho corporal é atacar diretamente os músculos encouraçados para alcançar níveis encefálicos responsáveis por tais contrações, visto a ligação direta via Sistema Nervoso. Sendo assim, a estimulação da área cortical responsável pela manutenção da couraça e a liberação da emoção inconsciente presente, permitem a dissolução da couraça.

Para Freud a libido era uma energia psíquica real, potencialmente mensurável possuindo todas as características de quantidade, de deslocamentos e descarga. Reich ampliou a teoria da libido de Freud incluindo todos os processos biológicos e psicológicos básicos. Ele via o prazer como um movimento de energia do âmago do organismo para a periferia e ao mundo externo e a ansiedade como uma retração da energia para longe do contato com o mundo externo.

        Reich desenvolveu alguns conceitos que são importantes dentro da sua proposta de trabalho, tais como:

Caráter – é a forma como o indivíduo se coloca no mundo, suas atitudes habituais, seu padrão de respostas às situações.  Expressa o funcionamento do indivíduo, tanto a nível somático quanto a nível psíquico. Estrutura resultante da construção histórica do indivíduo. Os conceitos de caráter e couraça caracterológica se desenvolveram a partir do conceito psicanalítico da necessidade do ego de defender-se contra forças instintivas. Reich afirma que o caráter de um indivíduo inclui um padrão de defesas consistentes e habituais.

Couraça – é a soma total de atitudes musculares e caracterológicas contra a angústia, raiva e excitação sexual. Traduz-se através da contração da musculatura, formando uma defesa muscular e emocional, a fim de proteger o indivíduo contra situações ameaçadoras.

Economia sexual – é a forma que o indivíduo administra a sua energia a nível de carga e descarga. O equilíbrio entre a carga e descarga de energia no organismo mostra o grau de saúde deste organismo.

Energia – é a força que mantém o organismo vivo e o faz funcionar.

Estase – é o aprisionamento da energia sexual dentro do organismo a fim de manter a defesa, constituindo a fonte das neuroses. A estase ocorre nos anéis.

Os bloqueios ocorrem sempre a nível muscular por que a memória emocional está ancorada no aparelho neuromuscular e a memória intelectual está ligada à célula nervosa.Todo bloqueio tem uma significação emocional precisa e indica o estigma individual.

Fluxo – é a maneira pela qual a energia percorre o organismo longitudinalmente através do sangue, linfa e tecidos linfáticos.

Potência orgástica – é a capacidade total de abandono às contrações involuntárias do corpo no auge do ato sexual permitindo descarregar completamente a excitação sexual.

Segmentos ou anéis de couraça – Reich em suas observações e experiências propõe um mapeamento do corpo em sete segmentos ou anéis onde ocorre a estagnação da energia com mais frequência ocasionando bloqueios energéticos naquela região.

Reich foi o primeiro psicanalista a praticar a terapia orientada para a esfera somática, pois descobriu a relação do sistema nervoso vegetativo e os bloqueios emocionais chamando desta forma o seu trabalho de Vegetoterapia Caractero Analítica.

Lea Rocha Lima e Marcondes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima